Bem Vindos ao forum português da banda japonesa the GazettE e do artista também japonês Miyavi! Registem-se e divirtam-se^^
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Profession

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Shiro
Novo membro
Novo membro
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 20
Idade : 26
Localização : Yuu City
Hobbies : ouvir the Gazette
The Gazette favorito : Shiroyama Yuu
Data de inscrição : 01/09/2009

MensagemAssunto: Profession   Ter Set 01, 2009 3:47 am

Classificação: +18
Categorias: the GazettE
Personagens: Aoi, Ruki
Gêneros: Lemon
Avisos: Homossexualidade, Sexo
Autor: Shiro

Eu não ganho nada escrevendo histórias com eles. O conteúdo do deste texto foi criado apenas por mim então ele me pertence, copia-lo é plagio, tenha suas proprias ideía... Seja criativo.

ONESHOT


Yuu's Pov



Cheguei cansado em casa, jogando minhas coisas em cima do sofá, vi Ruki correr até mim e receber com um beijo. Meu namorado sempre tão carinhoso comigo, passávamos pouco tempo juntos devido a nossa profissão e por isso decidimos morar juntos.




- Parece cansado amor. – indagou meu pequeno enquanto deixava uma gostosa caricia em meu rosto.


-Estou sim, esse trabalho esta me matando. Eu não sei onde eu estava com a cabeça quando decidi me tornar médico. – o ouvi soltar um risinho baixo e me levar até o sofá, onde me sentei e meu pequeno sentou no meu colo..


- ser médico não é tão ruim assim Yuu –sorriu desabotoando minha camisa- nossa profissão é maravilhosa, salvamos vidas a todo momento, tudo bem que as vezes falhamos, ou simplesmente não podemos fazer milagres pra salvar alguém, mas mesmo assim nossa profissão é maravilhosa.


- Eu sei amor, mas nós nem temos mais tempo para nós, não temos tempo para vivermos nosso amor.


Senti-o sair do meu colo, olhei-o interrogativo e ele me retribuiu com um olhar malicioso


- Vem, vou te mostrar que ser médico não é tão ruim quanto você pensa. – mordeu seu próprio lábio. Ato que sempre me tirava à sanidade. Entendi o que aquele sorriso significava e segui meu namorado até nosso quarto.

Pediu que eu entrasse e o esperasse sentado na cama, de principio não entendi o porquê do pedido mas obedeci.
Minutos depois Ruki voltava a nosso quarto, com o rosto baixo tentando segurar o riso, subiu na cama e foi engatinhando até mim, mordiscou meu pescoço e deslizou seus lábios por meu rosto até alcançar o seu alvo principal: minha orelha,local onde eu tinha uma certa sensibilidade. Mordeu levemente meu lóbulo e sussurrou do modo mais sensual possível.


- Hm Doutor Shiroyama, eu não me sinto bem, acho que preciso ser examinado. – sorri ao ouvir suas palavras, então ele queria brincar né?


- E o que sentes? – falei num tom sensual.


- Sempre que eu vejo um certo homem de cabelos cumpridos, lábios tentadores e uma voz altamente sexy eu fico... hm digamos que... Alguém aqui em baixo – pegou minha mão e levou ao seu membro - se alegra muito, e meu corpo ferve de desejo por ele. Hm você acha que tem cura?


As palavras de Ruki me deixaram ainda mais excitado, segurei-o pela cintura fazendo-o se sentar em meu colo com uma perna de cada lado do meu corpo, minha boca procurou a dele com certa urgência, o menor correspondeu, invadindo minha boca com sua língua ávida. Aos poucos fui tirando a camisa do menor e jogando-a em um canto do quarto. Deitei-o na cama, e encaixei meu corpo no dele, olhando-o nos olhos e o adorando a visão de vê-lo corado.


- Acho que terei que examiná-lo, depois darei o diagnostico. – sorri malicioso, descendo meus lábios pelo peitoral de Ruki, o loiro mordeu o lábio inferior quando sentiu minha língua em seu mamilo, circulando a ponta e sugando-o em seguida.


Fiz um caminho de saliva com a língua de seu mamilo a seu baixo ventre, parei por uns segundo apenas para observar a ereção do meu namorado. Tirei o botão de sua casa e abaixei o zíper, tudo bem vagarosamente, pois sabia o quanto o menor era apressado e eu adorava torturá-lo e ouvi-lo pedindo para ir mais rápido. Tirei a calça do menor juntamente com sua cueca, contornei meus lábios com a língua e não pude deixar de sorrir ao vê-lo tão excitado.
Sem demora, segurei seu membro com firmeza, passeando com minha língua por seus testículos, logo subindo para seu membro onde deixei uma leve mordidinha e recebi um gemido lindo como resposta. Sem muita demora, suguei firmemente o membro do menor, ato que fez com que ele arqueasse as costas. Um gemido mais alto escapou da garganta do loiro,quando sorrateiramente deslizei meus dentes por seu membro e voltei a sugá-lo, sempre fazendo fortes e rápidos movimentos de vai e volta.


Senti o membro do meu amado latejando na minha boca, denunciando que logo meu namorado chegaria a seu limite. Parei o que fazia e tirei o membro do loiro de minha boca, recebendo um gemido de reprovação. Sorri ao ver seu rosto levemente corado, debrucei meu corpo sobre o dele deixando nossos lábios a centímetros de distância.


- hmm, sua doença não tem cura – falei mordiscando seus lábios, ele apenas ofegava- mas posso resolver seu problema lhe aplicando – aproximei-me de seu ouvido- uma injeção – dei ênfase a palavra “injeção”


Levantei-me da cama para tirar minha calça, meu membro já doía e pedia por alivia urgentemente, fui ao criado mudo ao lado da cama e peguei o lubrificante, espalhei um pouco na minha palma e levei a meu membro o lubrificando. Ao fim do processo virei-me para onde meu amado estava e quase gozei ao vê-lo de quadro na cama rebolando para mim.

- vem doutor, aplica essa injeção grande em mim.


Ele ainda me mataria de tanto tesão. Sem demora fui ao encontro da entrada de Ruki, onde encaixei meu membro, e fiz pressão para que o mesmo adentrasse seu interior, o vi gemer baixinho com a dor, mas não parei, conheço Ruki e sabia exatamente quando eu o estava machucando e naquele momento eu sabia ele queria mais. Um gemido alto saiu da minha garganta quando eu me senti por completo dentro dele, esperei algum tempo para que ele se acostumasse com o volume, agora dentro de si, senti-o rebolar e me olhar cheio de desejo.
Sem demora comecei a estocá-lo, Ruki rebolava sensualmente. Segurei firme na cintura do meu amado, sempre mantendo um ritmo rápido. Pendi minha cabeça para trás, meu peito subia e descia numa busca inútil de encontrar ar.
-Shi-shi-ro, ahm ma-is, e-eu quero ma-ais.

Aumentei a força das estocadas ao ouvir o pedido do menor. o pequeno começou a se tocar, ato que me levou a loucura, debrucei-me sobre ele, levando minha mão ao seu membro já sensível começando assim a masturbá-lo.
Ruki urrou quando numa estocada particularmente mais forte eu acertei sua próstata.


- Denovo amor, fa-z denovo.


Atendi, acertando novamente aquele ponto tão sensível do corpo do meu pequeno. Tanto Ruki quanto eu já estávamos próximo do nosso ápice. O menor tentou avisar-me de que logo chegaria ao seu limite, porém o desejo foi mais forte, senti o liquido quente do menor sobre minha mão, ele gemia alto e não nos importávamos se nossos vizinhos poderiam ouvir. Não demorou muito para que eu também alcançasse o meu ápice, despejando um jato de sêmen dentro do meu amado. estoquei-o por mais algum tempo, até que o cansaço nos venceu.
Ruki desabou-se na cama e logo foi seguido por mim. Abracei-o e ele se aconchegou em meus braços.


- Ta vendo amor, ser médico não é tão ruim assim. - sorriu

- Se todos os dias você for meu paciente eu faço questão de montar um consultório


Rimos juntos


- Te amo Yuu


- Também te amo Taka.


Então adormecemos da maneira mais gostosa que existe: abraçados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ChoMinTae
Moderadora
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1888
Idade : 25
Localização : Somewhere with Gazeboys
Hobbies : Ouvir música, ler, escrever
The Gazette favorito : Ruki, Uruha e Aoi
Data de inscrição : 24/11/2008

MensagemAssunto: Re: Profession   Ter Set 01, 2009 8:42 am

Eu acho que já tinha visto esta fic no Nyah mas ainda não tinha tido oportunidade de ler...
Li agora... e gostei muito do que li ^^

O Yuu e o Taka a "brincar" aos médicos Twisted Evil

"- vem doutor, aplica essa injeção grande em mim." Adorei essa frase xD
E já que a doença do Taka não tem cura...acho que ele vai ter de levar muita injecção do Yuu Twisted Evil

É Yuu... ser médico tem as suas vantagens xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.wordpress.com/
 
Profession
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Forum Português dos the GazettE e Miyavi :: FanFics acabadas.-
Ir para: